Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f

Física Médica - Bacharelado - Goiânia

Atualizado em 21/01/15 13:06.


Turno: integral. | Duração: oito semestres. | Vagas: 25. | Câmpus: Samambaia. | Ingresso: 1º semestre

Sobre o curso de Física Médica

O curso de Bacharelado em Física Médica da Universidade Federal de Goiás está sediado na cidade de Goiânia, sendo o primeiro na região Centro-Oeste do país. O Curso é em período integral, com duração média de 5 anos. Atualmente, são disponibilizadas 25 vagas. O Bacharelado em Física Médica é essencialmente um curso de Física Geral com aplicações nas áreas de Medicina e Biologia. O curso prioriza os fundamentos teóricos e práticos em aplicações médicas de lasers, técnicas ópticas e espectroscópicas, aplicações das radiações para diagnóstico e tratamento, bionanotecnologia e instrumentação biomédica, além de abordar temas relacionados a diferentes modalidades de imagens médicas. O programa do curso combina o núcleo comum do Bacharelado em Física com cursos de biologia, química geral, bioquímica e computação. Durante o curso, os alunos adquirem uma compreensão básica de anatomia e fisiologia humana. Também constam da grade curricular disciplinas que visam estimular habilidades e competências empreendedoras no estudante. O estágio profissional e um trabalho de conclusão de curso (TCC) são obrigatórios. Ao final do curso, a universidade concederá o título de “Bacharel em Física Médica”. O curso tem como objetivo formar profissionais capacitados para atuarem no ambiente clínico-hospitalar, acadêmico e empreendedorismo.


Profissão

O mercado de trabalho é bastante diversificado, com possibilidades de atuação em diferentes áreas. Por exemplo, hospitais e clínicas. Para atuar nesse setor, o Bacharel em Física Médica deverá realizar um curso de Especialização (Residência) em um hospital credenciado pelo Ministério da Educação (MEC), em uma das seguintes especialidades: Radioterapia, Medicina Nuclear, Radiodiagnóstico ou Radioproteção. Após a conclusão, deverá ser avaliado pela Associação Brasileira de Física Médica (ABFM) e/ou Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), obtendo o título de “Físico Médico”. Por ser  um profissional altamente qualificado, o Físico Médico é indispensável para o sucesso e a segurança das diferentes aplicações de radiações ionizantes e não-ionizantes, diagnóstico por imagens e nos mais diversos procedimentos médicos. Os frutos do seu trabalho podem ser vistos em todos os grandes hospitais e centros de saúde. No ensino e pesquisa, poderá atuar como professor/pesquisador nas diferentes áreas da Física Aplicada à Medicina e Biologia, em instituições públicas e privadas. Em órgãos públicos controladores e reguladores de radiações poderá desempenhar cargo de agente fiscalizador. No comércio de equipamentos biomédicos de alto teor tecnológico poderá atuar como representante comercial de vendas. Além disso, como empreendedor poderá atuar como profissional liberal no desenvolvimento, consultoria, proteção radiológica e controle de qualidade de equipamentos médico-hospitalares.

Listar Todas Voltar