Weby shortcut

Engenharia de Software - Bacharelado - Goiânia

Atualizado em 21/01/15 12:57.


Turno: noturno. | Duração: oito semestres. | Vagas: 40. | Câmpus: Samambaia. | Ingresso: 1º semestre


Sobre o curso de Engenharia de Software

Engenharia de Software é a área do conhecimento que trata da “aplicação de uma abordagem sistemática, disciplinada e quantificável no desenvolvimento, na operação e na manutenção de software, ou seja, a aplicação de engenharia a software, além do estudo de tais abordagens” [IEEE 1990]. O conhecimento pertinente à Engenharia de Software encontra-se devidamente sistematizado e documentado [SWEBOK].
A Engenharia de Software se dedica a problemas práticos da produção de software [Sommerville 2008] e suas principais bases estão na Ciência da Computação e na Matemática [SEEK 2014]. A Engenharia de Software usa a Matemática, a Ciência da Computação e a abordagem de Engenharia para resolver problemas em diversos domínios de aplicação por meio da construção e utilização de software.
Em 1987, o Imperial College introduziu na Inglaterra o primeiro curso de bacharelado em Engenharia de Software [WIKISE]. Desde então, o termo Engenharia de Software tem sido adotado pelas principais e mais respeitadas associações internacionais de profissionais da área de Computação: IEEE Computer Society [IEEE CS] e Association for Computing Machinery [ACM]. Nestas instituições, Engenharia de Software denomina um corpo de conhecimento específico, bem definido e formalmente registrado [SWEBOK 2004].
No Brasil o Curso de Engenharia de Software vem complementar a formação dos profissionais da área de Desenvolvimento de Software para atender uma demanda da organização no mercado de Software Brasileiro.


Profissão

O perfil do profissional do curso de Engenharia de Software da UFG deve ser um profissional preparado para uma sólida carreira na indústria de software. A bacharela ou o bacharel em Engenharia de Software deve ser capaz de efetivamente contribuir com equipes na produção de modelos abstratos de software e realizá-los por meio de código de qualidade que satisfaz necessidades de clientes. A pretensão é que o egresso não apenas conheça, mas também compreenda e possa aplicar o corpo de conhecimento da Engenharia de Software. O exercício deste conhecimento deve ser consciente e pautado por padrões elevados de conduta profissional, tanto da perspectiva ética quanto de postura profissional. (perfil considerado restrito, outras “habilidades” deveriam ser incluídas, segundo opiniões a serem trabalhadas em reunião específica. Edmundo apresenta diretrizes e aqueles interessados em expandir este perfil deverão “defender” suas posições).

Listar Todas Voltar