Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f

Engenharia de Alimentos - Bacharelado - Goiânia

Atualizado em 21/01/15 12:54.


Turno: integral. | Duração: doze semestres. | Vagas: 60. | Câmpus: Samambaia. | Ingresso: 1º semestre.


Sobre o curso de Engenharia de Alimentos

O curso de Engenharia de Alimentos da Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás teve início em março de 1999 e oferece 60 vagas no Processo Seletivo, com ingresso no primeiro semestre letivo. É uma profissão de caráter multidisciplinar, abrangendo conhecimentos em matemática, física, química, biologia e informática, além de conceitos de economia, administração e agroecologia. Esse caráter multidisciplinar é consequência da necessidade do conhecimento dos tipos e composição de matérias-primas, do processamento, do controle de qualidade na produção e manipulação, do transporte e distribuição de alimentos in natura ou processados. O curso se destina a formar profissionais que dominem os conteúdos científicos e tecnológicos da área e comprometidos com a solução dos problemas ambientais e socioeconômicos. O Engenheiro de Alimentos formado na UFG é incentivado, na sua formação profissional, a desenvolver o conhecimento tecnológico, a fim de sensibilizá-lo para as potencialidades da região, rica em matérias-primas agropecuárias e nativas do Cerrado, mostrando a necessidade de adaptar e desenvolver tecnologias para a aplicação no processamento dessas matérias-primas, bem como desenvolver novos produtos. Além disso, são estimulados a participarem de atividades extracurriculares e de programas de intercâmbio internacional, como o Ciência Sem Fronteiras, a fim de promoverem a consolidação, expansão e internacionalização da ciência, tecnologia e engenharia de alimentos. 

Profissão

A Engenharia de Alimentos é a área específica de conhecimento, capaz de englobar recursos tecnológicos na formação de profissionais que atuam nas principais etapas da cadeia de produção dos alimentos industrializados, desde a qualidade da matéria-prima até o produto embalado e rotulado. É considerada uma das profissões do futuro e uma da mais promissoras dentre elas. Isso é assegurado em função do aumento constante da população mundial que demanda de alimentos em quantidade e qualidade nutricional, sensorial e microbiológica.

O Engenheiro de Alimentos atuará no desenvolvimento e execução de projetos de indústrias de alimentos;
desenvolvimento de novos processos e produtos;
planejamento e execução de programas de controle de qualidade;
operação de unidades de processamentos de alimentos;
desenvolvimento de atividades de ensino e pesquisa, além de fiscalizar e realizar consultorias nesta área do conhecimento.

O Território Nacional e em especial o Estado de Goiás contam com indústrias de pequeno, médio e grande porte que necessitam da participação intensa dos Engenheiros de Alimentos para desenvolverem e executarem, de maneira técnico-científica, os processos de industrialização. A região Centro-Oeste demonstra seu grande potencial na produção agropecuária e em função disso abre oportunidades  para a atuação dos Engenheiros de Alimentos nas indústrias de alimentos e insumos já instaladas, em fase de implantação ou ainda que estão ou estarão sendo projetadas em um futuro próximo.

Listar Todas Voltar