Weby shortcut

Design de Ambientes - Goiânia

Atualizado em 21/01/15 11:45.


Turno: matutino. | Duração: oito semestres. | Vagas: 30. | Câmpus: Samambaia. | Ingresso: 1º semestre.

Sobre o curso de Design de Ambientes

A atividade e o papel do Designer de Ambientes é fruto de uma relação global que inclui o meio, o lugar onde o projeto configurado se insere, o coletivo e a subjetividade decorrentes da cultura que está presente na relação do sujeito com o objeto. Neste contexto, o design de ambientes deve ser entendido não somente como uma atividade que dá forma a objetos e a espaços, mas como um tecido que enreda o profissional, o usuário, o desejo, a forma, o modo de ser e estar no mundo de cada indivíduo, singular ou coletivo.
O comprometimento do curso com a formação do discente é dar meios a este futuro profissional em articular a análise que envolve o homem e a vida no mundo contemporâneo, meios para que ele possa criar novos posicionamentos e soluções de projeto, meios para transformá-lo num sujeito questionador e crítico de seu tempo capacitando-o em projetar o futuro. A abordagem básica do curso é explorar a questão conceitual do design nos ambientes propostos como algo que irá além do experimento, ou seja, buscar sentido e significado para a vida futura a partir de fatos marcantes e singulares (seja no contexto individual ou no coletivo).
O curso propõe novos questionamentos que compreendem a percepção, a sensorialidade, a emoção, a tecnologia, a segurança, o meio ambiente e a sociedade. O perfil do curso visa inovar e explorar a busca de novos valores e reações, estruturando-se dentro da multidisciplinaridade e nos confins entre campos distintos de conhecimentos afins.


Profissão

O profissional de Design de Ambientes pode exercer nos ambientes construídos - projetos de espaços interiores, projetos de espaços exteriores (áreas de lazer, fachada, paisagismo, instalações urbanas), cenografia, museografia e expografia, espaços efêmeros, mobiliário e objetos -, as atividades de elaboração, coordenação, orientação técnica e especificação de projetos, planejamento e acompanhamento de obras. Além disso, ele pode exercer as atividades de assessoria, consultoria, execução e avaliações de serviços. A profissão deve atender à demanda de programação nos setores residencial, comercial, de circulação e prestação de serviços. O designer pode produzir projetos de produto para indústria utilitária, moveleira, luminotécnica, têxtil e construtiva. Nesse sentido ele atua como profissional autônomo ou com vínculo empregatício contribuindo a uma equipe de profissionais multidisciplinar. O designer pode atuar na teorização, no repasse e na pesquisa de conhecimentos em Design. Assim, o curso de Design de Ambientes busca inserir o profissional nas seguintes áreas de desempenho:
•    Criação: atua como designer de ambientes;
•    Teorização sobre Design de Ambientes: atua no repasse e pesquisa de conhecimento;
•    Sistematização e mercado: atende a demanda de programação de ambientes nos setores residencial, comercial, de circulação e prestação de serviços; desenvolve projetos de criação de produtos para a indústria utilitária, moveleira, luminotécnica e construtiva.

Listar Todas Voltar