Weby shortcut
Prograd - Pró-Reitoria de Graduação
UFG - Universidade Federal de Goiás

Biotecnologia - Goiânia

Atualizado em 21/01/15 11:22.


Turno: integral. | Duração: oito semestres. | Vagas: 30. | Câmpus: Colemar Natal e Silva. | Ingresso: 1º semestre.


Sobre o curso de Biotecnologia


O curso de graduação em Biotecnologia da UFG tem o objetivo de formar profissionais capazes de desenvolver processos e produtos biotecnológicos, em particular na área de Ciências da Saúde. A matriz curricular é composta por disciplinas que permitirão ao profissional desenvolver habilidades para atuar também em outras áreas da biotecnologia, como agropecuária e ambiental. O estudante é estimulado a desenvolver a criatividade, a autonomia intelectual e o pensamento crítico, além da capacidade de planejamento, problematização, e interpretação dos produtos e processos biotecnológicos, buscando soluções para problemas. A formação é abrangente e envolve conhecimentos em Biotecnologia, Bioquímica, Microbiologia, Imunologia, Parasitologia, Patologia, Bioinformática, Bioética, Biossegurança e Saúde Pública. Também são trabalhados conhecimentos sobre Legislação em Biotecnologia, Patentes, Propriedade Intelectual, Gestão e Empreendedorismo essenciais para o profissional atuar em pesquisa, desenvolvimento e inovação. Com isso, espera-se que o estudante adquira formação multidisciplinar, e seja apto a atuar em diferentes atividades, como: desenvolver e analisar processos moleculares e genéticos; produzir vacinas, biofármacos, imunobiológicos e kits diagnósticos; desenvolver e testar biomoléculas. O curso visa contribuir para suprir as necessidades e desafios da biotecnologia moderna, e dessa maneira, habilitar o profissional para aplicar seus conhecimentos em institutos de pesquisa, universidades, laboratórios e empresas envolvidos em biotecnologia.

Profissão

O biotecnólogo é um profissional com habilidades técnico-científicas para criar e aprimorar produtos e processos na área da saúde humana, animal, pecuária, agricultura, indústria, prestação de serviços, proteção e sustentabilidade do meio ambiente. O biotecnólogo pode atuar, dentre outras possibilidades, como técnico ou gerente em empresas biotecnológicas, agroindustriais, de alimentos, farmacêuticas e cosméticas; no controle de qualidade de alimentos, animais e microrganismos transgênicos; em biorremediação e tratamento biológico de resíduos, e em organizações relacionadas à biotecnologia, como pesquisador e/ou docente em Universidades ou Institutos de Pesquisa públicos ou privados. Nos últimos anos, a biotecnologia tem recebido investimentos públicos e privados em quatro áreas principais, a saber: agricultura, insumos, saúde animal e saúde humana. Em função disto, o campo de atuação do biotecnólogo tem sido ampliado, permitindo a este profissional atuar em áreas como: engenharia genética, bioinformática, bioprospecção e biossegurança. Na região Centro-Oeste há uma carência de profissionais capacitados para atuar na área de Biotecnologia e suas interfaces, visto que a região, especialmente o Estado de Goiás, apresenta o mercado em expansão tanto na área industrial quanto na prestação de serviços relacionados às Ciências da Vida.

Listar Todas Voltar