Diretoria de Ensino

Diretoria de Ensino - final 2

1 - Prolicen

O Prolicen vem sendo desenvolvido desde 1980, como um Programa SESu-MEC, visando a valorização de Licenciaturas e a interação da Universidade com a rede pública de ensino. Esse trabalho recebeu um novo impulso com a aprovação do Programa de Bolsas para os cursos de Licenciatura da UFG, em 4 de junho de 1996. Desde então, tem sido ampliado o número de bolsas disponibilizadas, passando de 29 em 1996, para 52 em 2006 e atualmente conta com 64 bolsas, o que demonstra sua consolidação no âmbito da UFG.

2 - Pibid

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) da UFG, sob a responsabilidade institucional da Pró-Reitoria de Graduação, coordena o programa desde a sua criação em 2008. Com o apoio financeiro da CAPES, o Pibidcompõe aPolítica de Formação de Professores na UFG, proporcionando aos discentes dos cursos de licenciatura a sua inserção no cotidiano das escolas públicas, incentivando reflexões teórico-práticas que proporcionem ao bolsista o desenvolvimento de conhecimentos necessários à profissão e promovendo ações colaborativas e interdisciplinares de formação em nível institucional, integrando os subprojetos do Pibid aos cursos de licenciaturas da UFG.

3 - Residência Pedagógica

A RP é um programa que integra a Política Nacional de Formação de Professores e, também, a Política de Formação de Professores na UFG. A RP visa propiciar, aos discentes de diferentes licenciaturas da UFG, a possibilidade de imersão no ambiente escolar, a fim de ampliar seu conhecimento teórico-metodológico e prático sobre a atividade profissional docente, na Educação Básica. Assim, oportuniza ao licenciando a vivência em ambiente escolar, bem como a compreensão de distintos processos de gestão da sala de aula, por meio da relação permanente entre desenvolvimento profissional, teoria e prática educativa e problematização da formação docente nas licenciaturas, com base na valorização de procedimentos reflexivos e críticos que considerem a realidade da escola de Educação Básica em Goiás.

4 - Coordenação de Currículo, Avaliação e Revalidação de Diplomas

A coordenação de Currículo, Avaliação e Revalidação de Diplomas tem como objetivos o acompanhamento da elaboração/atualização dos projetos pedagógicos dos cursos (PPC) de Graduação da UFG, bem como o trâmite processual de aprovação dos PPCs junto as instâncias da UFG. Apoiar as coordenações de curso nos processos de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento de curso junto ao INEP/MEC, além de acompanhar todos os procedimentos relativos ao Enade dos cursos de graduação. Em relação aos processos de Revalidação de Diploma expedidos no exterior, a coordenação cuida da assessoria às comissões de Revalidação das Unidades acadêmicas e encaminhamento para as deliberações nas instâncias colegiadas da Universidade.

Principais atribuições: Acompanhar a elaboração e/ou atualização de PPCs; Verificar o atendimento aos requisitos legais dos PPCs; Acompanhar o trâmite processual dos PPCs na UFG; Acompanhamento dos Atos Regulatórios de Curso e Credenciamento (Presencial e EaD); Acompanhar os procedimentos relativos ao Enade; Acompanhar os processos de análise acadêmica dos processos de revalidação de diploma (graduação).

5 - Coordenação de Inclusão e Permanência - CIP

Desenvolve ações voltadas – especificamente – para o acompanhamento pedagógico de todos os alunos da UFG e, particularmente, de estudantes em situação de vulnerabilidade, como os alunos do Programa UFGInclui. Para tanto, planeja, estrutura e elabora ações que vão desde a proposição de monitorias, à oferta de núcleo livres – em parceria com as unidades acadêmicas. A CIP também atua em contato direto e contínuo com a PRAE, Coordenação de Cursos, CAAF. É uma coordenação que tem por finalidade principal apoiar os estudantes para que eles possam superar suas dificuldades relacionadas à sua aprendizagem.

6 - Reestruturação Curricular dos Cursos de Graduação da UFG

Iniciada em junho de 2018, tem como objetivos:

1. Promover aos estudantes uma melhor vivência do ambiente universitário permitindo que eles participem da rotina de diferentes unidades acadêmicas e acumulem experiências para sua formação.

2. Otimizar a oferta de componentes curriculares para flexibilizar a organização dos horários, viabilizando ao estudante o cumprimento do fluxo curricular e, ainda, possibilitando a formação integrada, multi e interdisciplinar.

A meta geral do projeto institucional é a implementação dos Componentes Curriculares Unificados (CCUs), que são compartilhados entre os Cursos de Graduação.

7 - Coordenação de Acompanhamento e Formação para Uso de Tecnologias